Blog do Léo Coutinho - Economia criativa 2
Facebook YouTube Contato

Economia criativa 2

Durante o café no Djé saquei do telefone para testar o 99Taxis. Quando as opções de rede sem fio surgiram na tela tive a boa surpresa: a deles é livre de senha. Nunca acreditei em senhas para espaços coletivos, assim como não acredito em grades para espaços coletivos, mas que elas existem, existem. São como as bruxas: ninguém pode negar.

Diante da bruxaria, só um mago para quebrar o encanto. E foi esse cara que o Beto Lago me apresentou na semana passada: Aleksandar Mandic, a quem o Nizan Guanaes chamou de “a internet em pessoa”. Sua criação mais recente é o MandicMagic, um aplicativo que desencanta a rede wi-fi, tecendo uma malha mundial e livre de internet sem fio.

Funciona assim: pelo facebook o navegante se cadastra e faz check-in num lugar. Se o MandicMagic já tiver anotada a senha da internet local, basta copiar a colar. Se ainda não, você pergunta ao garçom e anota para os próximos que virão. Simples assim: liberta o usuário e o garçom, que no lugar de senha entrega mais um chope, que afinal é a sua função.

Atualmente, onde há energia elétrica, há sinal de internet. E igual à luz do poste que brilha com ou sem gente presente, o sinal está lá, com ou sem alguém navegando. E é claro que sempre sobra espaço ocioso. Então por que não compartilhar, se esta é a palavra de ordem da rede social? Compartilhar o excedente é o que vai nos redimir.

A invenção do Mandic permite a conclusão do primeiro ciclo das redes sociais. Se no momento atual elas afastam as pessoas, transformando a convivência presencial em virtual, a portabilidade dos terminais (notebooks, tabletes, celulares espertos) fará com que a turma realize os encontros nas ruas, praças, parques. A única coisa que faltava era a continuidade do sinal.

Isso significa que a derrubada das grades virtuais vai levar com elas as grades reais. Tanto uma quanto outra até hoje só serviram à paranoia, jamais impediram a entrada de alguém. Agora vão liberar a saída. A geração que não desgruda da internet vai ocupar as ruas, vai conviver e vai compartilhar. É a economia criativa fazendo mágica.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
6 Comments  comments 

6 Respostas

  1. Léo, uma dúvida. Se o cara está querendo uma senha de acesso à internet, é por que ele está sem acesso à mesma, nesse caso como ele fará para entrar na internet para ter acesso à senha? Perguntar ao garçom?

    • Léo Coutinho

      Geralmente o telefone está conectado pelo 3G, Cordani, que sofre com limitações diversas.
      Gordo abraço

    • Eduardo Mauro

      O Mandic magiC permite que você salve as senhas e consulte off-line. Assim, se você está indo para um local onde precisará usar a Internet, basta abrir o Mandic magiC, procurar o local, salvar as senhas e pronto. Quando chegar lá não precisará da Internet para consultar.

  2. Jacy

    Dizem que WiFi é como um copo de água: Não se nega a ninguém! Vou amar!