Facebook YouTube Contato

O brigadeiro da Dilma

Entre os 39 ministros que posaram para a foto oficial no primeiro de janeiro, a presidenta Dilma poderia afirmar conhecer bem pelo menos um. Porém, com o perdão do trocadilho, ele preferiu pousar fora da Esplanada.

O brigadeiro Joseli Camelo foi o piloto do avião presidencial nesses doze anos de Planalto petista. Nos oito primeiros anos trabalhou muito, levando o chefe a 85 países diferentes. Dilma reduziu os destinos pela metade, mas o comandante deve ter cansado em dobro.

Numa reportagem para a Folha em maio de 2013 a Natuza Nery partilhou uma curiosidade: aos olhos de uma assessora, o gráfico que mostrava a rota do avião parecia um eletrocardiograma. Curiosa, foi descobrir que era o traçado escolhido pela presidenta, que mandava desviar de toda e qualquer nuvem.

Quem imagina que a gerentona sabe-tudo fica em terra se engana. A 39 mil pés de altitude é capaz de invadir a cabine e perguntar: “Joseli, que curva é essa?” Um botão instalado ao lado da poltrona presidencial que aciona uma campainha na cabine lhe serve qual buzina de madame aflita no trânsito, com a intensidade dos toques acompanhando a das turbulências.

Daí para concluir quais foram as razões do militar para declinar do convite para ser ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, preferindo uma vaga no Superior Tribunal Militar, ninguém precisa passar do portão de embarque.

Encerro anotando algumas curiosidades: quando Getúlio Vargas deixou a vida para entrar na história a cena política do seu segundo governo tinha os seguintes destaques: presidente gaúcho que participou de luta armada, Petrobrás na berlinda, escândalos de corrupção, demissões em massa de um lado e do outro uma pequena seleção de empresários escolhidos enriquecendo barbaramente, sindicatos de trabalhadores e patronais descontentes, jornalistas histriônicos na oposição e jornalistas chapa-branca patrocinados pelo Estado, base debandando, homem-forte trapalhão com auxiliares aloprados. Para completar a festa só faltava o brigadeiro.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments