Facebook YouTube Contato

Repetir, repetir, repetir.

Das manifestações de 2013 até as mais recentes, que reuniram milhões de pessoas nas ruas e se confirmaram como o maior levante público da história, se há alguma mensagem que vem sendo transmitida com clareza é a da insatisfação com o modelo político atual. Da mesma maneira, a única resposta clara das autoridades foi a disposição em votar uma reforma política concentrada no método eleitoral.

Pois do jeito torto que sabe fazer as coisas a Câmara Federal votou ontem propostas diversas. Todas foram negadas. Continua tudo como dantes. Não se deram ao trabalho de dar uma caiada meia-boca para disfarçar. Negaram de cabo a rabo.

Que fazer? Se a chefe do Executivo não governa e o Parlamento não representa a população, o jeito é substituí-los. O problema é que no presidencialismo trocar o chefe de governo e dissolver o Parlamento convocando novas eleições custa muito caro, institucionalmente falando.

O que nos resta? Repetir, repetir e repetir que precisamos do parlamentarismo. Di jeito que está, não vamos a lugar nenhum.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments