Facebook YouTube Contato

A Aime da Dilma e a do Getúlio

Em 14 de janeiro – que parece que foi ontem ou há dez anos –, anotei aqui as piores coincidências entre a Dilma e o Getúlio. Entre tantas (confira aqui), acreditei que só faltava um brigadeiro, que naquele momento já integrava o pelotão histórico.

Agora, em outubro, com agosto felizmente num passado seguro, chegaram mais duas. A primeira é a quase certa da rejeição das contas do governo, que só aconteceu antes com o Getúlio, em 1937. A segunda é um trocadilho que talvez só o Pedro Venceslau poderá gostar, mas em homenagem à teimosia da presidenta, sinto que devo emendar.

Trata-se de Aime. A do Getúlio foi espetacular. Uma namorada que intimamente o ditador confessava ser seu amor e razão de viver, muito mais, muito além do que o Catete. Para ele um pequeno apartamento clandestino era o lugar perfeito, seu “ninho de amor”, conforme anotou em diário.

Aimée Souto Maior de Sá nasceu em Castro, no Paraná, numa família pobre. Mudou para o Rio e se casou com um primo distante que era chefe de gabinete do Getúlio no Estado Novo. Despacha daqui, despacha de lá, acabou no aparelho do chefe. Nunca confirmou e tampouco negou a história.

Um dia, sem mais, pirulitou-se para a Europa, e em seguida, com a Segunda Guerra, se viu obrigada a partir para os Estados Unidos, onde se casou com um milionário do varejo Rodman Arturo de Heeren. Em 1941 foi apontada pela revista Time como a terceira mulher mais elegante do mundo.

E a AIME da Dilma, quem seria? Um acrônimo para Ação de Impugnação de Mandato Eletivo, que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deve abrir hoje contra a chapa Dilma-Temer por conta dos indícios de dinheiro do petrolão no financiamento da campanha eleitoral.

O tempo urge. Amanhã o TCU (Tribunal de Contas da União) deve rejeitar as contas do governo, abrindo espaço para o processo de impeachment da presidenta. Já a ação do TSE pode caçar os mandatos da Dilma e do Temer. Se for o caso, tanto melhor que venha antes.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments