Facebook YouTube Contato

Globo, papa, VW, PSDB e o zeitgeist

Também em agosto, só que há quatro anos, as Organizações Globo admitiram o erro em apoiar o golpe de 1964. Esparramaram o texto publicado no editorial dO Globo pelas várias emissoras de rádio, TV e também nos portais de internet.

O papa Francisco já declarou sentir vergonha pelo passado violento dos cristãos, admitiu que há corrupção no Vaticano, pediu perdão aos negros, mulheres e homossexuais, condenou padres pedófilos.

A Volkswagen, da sua sede na Alemanha, confessou a fraude dos sistemas de controle de emissões de poluentes e, mais recentemente, o apoio à ditadura militar no Brasil.

O que cada uma dessas instituições têm em comum? Atenção ao chamado zeitgeist, que é o espírito do tempo. Quem ainda não entendeu continua apostando nas velhas práticas, distantes do sentimento social.

Outra coisa em comum é que a Globo, a Igreja Católica e a Volkswagen mataram no peito enquanto instituições, sem pretender uma caça à bruxas fulanizando a culpa.

Naturalmente os que vestiram a carapuça berraram. Em todos os casos, chamaram de hipocrisia, oportunismo e outros bichos. Exemplo clássico da atitude reacionária.

Ontem o PSDB usou seu tempo de TV para assumir erros cometidos e defender a carta original da legenda. Já era em tempo. A reação foi semelhante.

Procurando pelo em ovo, chegaram ao ponto de dizer que não existe consenso sobre o Parlamentarismo, que é uma das bandeiras do partido. A rigor, ser tucano e não ser parlamentarista é como ser católico e não acreditar em Deus.

Com boa vontade dá para entender um e outro bico torcido. Remédio é sempre amargo. Mas a alternativa é continuar doente.

O governador André Franco Montoro, que propôs o tucano de peito amarelo como símbolo e foi o autor das primeiras linhas do manifesto peessedebista “longe das benesses do poder mas perto do pulsar das ruas” dizia: “A maior virtude do ser humano é saber reconhecer seus erros.”

Vale para as pessoas e também para as instituições. Oxalá a trilha aberta pelo presidente dos tucanos, senador Tasso Jereissati, seja seguida por todos os partidos e seus filiados.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
1 Comment  comments 

Uma resposta

  1. Ophir

    Parabens. Excelente analise.