Facebook YouTube Contato

Desencontro

Celebrei aqui o grande encontro dos nossos arquitetos. Em que pese eu discordar e criticar em grande parte da maneira como Fernando Haddad tocava a prefeitura, sempre que acertou fiz questão de elogiar.

E como não ficar contente quando o parque mais querido da cidade se confirmava como ponto de encontro do Oscar Niemeyer e do Paulo Mendes da Rocha?

Além dos motivos comuns a qualquer pessoa, eu tinha um especial. Conhecendo os detalhes do projeto, pedi ao subprefeito da Vila Mariana, meu amigo Joca Martins, que previsse uma faixa de pedestres em frente ao portão 4 do Ibirapuera, para a gente poder enfim acessar uma ilha perdida nesse mar de asfalto, notadamente a praça do Obelisco que é o mausoléu aos heróis de 1932. A faixa está lá. Viva.

Para minha infelicidade, porém, perguntei à secretaria municipal da Cultura em que pé estava o projeto, e recebi a pior resposta possível, assinada pela chefe de gabinete da pasta: “Prezado munícipe, a atual gestão desconhece o projeto citado, pois não foram deixados registros. Atenciosamente, Juliana Velho.

Curiosamente, há vasta documentação publicada a respeito. Curiosamente, o endereço é da própria Prefeitura.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments