Facebook YouTube Contato

Quando o apito / da fábrica de tecido…

O dono da fábrica de tecido tocou o apito. Benjamin Steinbruch, do grupo têxtil Vicunha, principal acionista da CSN e presidente do Jockey Clube de São Paulo, se filiou ao PP e pode ser o vice de Ciro Gomes na corrida para a Presidência em 2018. O paralelo com José de Alencar na chapa que elegeu Lula em 2002 é evidente. E não só pelas fábricas de tecido.

Steinbruch ainda soma um ativo relevante para uma composição mais ampla: é amigo íntimo de Aloísio Mercadante, figura com voz no PT, ora sem herdeiro para o patrimônio de Lula, estimado em 30% das intenções de voto.

Sabe-se que Lula e Mercadante não se bicam. Mas se o Ciro Gomes consegue fazer convergência com o Ciro Nogueira, Lula e Mercadante também podem chegar lá.

Por tudo isso Benjamin pode se preparar para apanhar feito vaca na horta. Esta eleição será duríssima. E Calcanhar de Aquiles no Brasil é mato.

E uma profecia: Benjamin tem um rival histórico. Competem desde a tenra idade onde surge oportunidade. A única exceção é o campo artístico, onde Benjamin não entrou em campo e venceu por WO.  O nome do rival Roberto Justus e a profecia é que voltará ao palanque com a mesma seriedade com que se apresenta nos palcos.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments