Facebook YouTube Contato

Entre laços e nós

Curioso artigo da economista Zeina Latif em 7/6 no Estadão. A falta de compreensão social salta aos olhos.

Ela critica, com razão, o populismo, as bravatas, falhas de comunicação, ocaso do sentimento de representatividade, privilégios a grupos de interesse e o perigo da criação de vilões a serem combatidos, emendando a importância da transparência, compromisso público e participação. Mas o faz justamente apontando o dedo contra o universo político, que elege como vilão.

+ Senhores e escravos

Ganharíamos todos com uma autocrítica da a economista-chefe da XP Investimentos. Tendo capacidade financeira para investir em pesquisas sérias, a XP encomenda e divulga pesquisas eleitorais feitas a partir de quinhentos telefonemas para todo Brasil. A mesma XP luta pela associação com o Itaú-Unibanco, que por sua vez anunciou na quinta-feira que vai brigar na justiça contra o pagamento de R$ 2,7 bi em impostos devidos à União, sendo que no dia 10 de abril de 2017 foi perdoado do pagamento de R$ 25 bi em impostos pelo processo de fusão.

Intitulado “Laços com a sociedade”, o artigo de Latif se encerra afirmando que a sociedade clama por participação. De novo, ela tem razão. Só faltou lembrar que carecemos de laços em todos os setores, notadamente o financeiro, que tem presença garantida nos pódios da insatisfação. Numa consulta rápida ao site do Procon a economista poderia ver o tamanho do nó que há no seu quintal, e talvez se comprometesse a ajudar a desata-lo.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments