Facebook YouTube Contato

Doutor Sérgio Moro, quem Vossa Excelência pensa que é?

O antropólogo Roberto da Matta foi superado pelo juiz Sérgio Moro.

Da Matta anotou há alguns anos a diferença entre a autoridade no Brasil e nos Estados Unidos usando duas frases populares. Enquanto aqui usamos o “sabe com quem está falando?”, lá é mais comum o “quem você pensa que é?”.

Moro, que embasou a operação Lava Jato na delação premiada, norma importada dos Estados Unidos, tropicalizou o dispositivo dispensando que o prêmio do delator seja umbilicalmente ligado à apresentação de provas. De quebra, no último dois de abril, proibiu que outros órgãos de Estado usem informações colhidas pela operação e ainda condicionou à sua autorização o prosseguimento de medidas que já tenham sido tomadas contra delatores se baseadas em documentos da Lava Jato. A rigor, mostrou na prática o exemplo do antropólogo.

Cabe perguntar ao meritíssimo: quem Vossa Excelência pensa que é?

+Pessoa no xadrez

Difícil discordar do juiz Moro quando diz ele diz que “Há uma questão óbvia, a necessidade de estabelecer alguma proteção para acusados colaboradores ou empresas lenientes contra sanções de órgãos administrativos, o que poderia colocar em risco os próprios acordos e igualmente futuros acordos”. (Porque é óbvio que, podendo, governantes vão utilizar confissões para retaliar quem os delatou.)

Porém o despacho se transforma em peça sofista quando a tese sequer alcança a antítese, que seria exigir dos delatores as provas que rendem os prêmios. Ao contrário do que propõe Moro, o maior risco para os acordos celebrados ou  pretendidos pela Lava Jato e outras operações é dispensar a verdade e arruinar o próprio Estado de direito.

Só nos últimos dias, por falta de provas, o Supremo arquivou ou absolveu Aloysio Nunes Ferreira, Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo. Mas os delatores continuam com seus prêmios, cumprindo penas brandas, em casa e com (muito) dinheiro no bolso.

Para afastar o risco de vermos a chamada República de Curitiba transformada em ditadura curitibana, insisto na pergunta: doutor Sérgio Moro, quem Vossa Excelência pensa que é?

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments