Facebook YouTube Contato

Quiprocó

Geraldo Alckmin chamou Angélica de Eliana no evento sobre governo digital organizado por Luciano Huck. É chato, mas não chega a ser grave. No máximo, não será convidado para um passeio no Joá, mesmo tendo se desculpado sem mais delongas.

A memória é traiçoeira para qualquer pessoa, notadamente para candidatos que vivem cheios de dados e nomes na cabeça. Uma técnica comum é usar associações para organizar as informações. Por exemplo: governo digital, impressão digital, dedos, dedinhos.

Pois é. Muito frequente, mas não infalível.

Sobre o evento em si, ao qual também compareceram Marina Silva, Henrique Meirelles, Guilherme Boulos e João Amoedo, segundo a cobertura do G1 pude concluir que o conjunto de propostas caberia num disquete. Ou por outra: se rolasse num grupo de WhatsApp seria mais sustentável e teria a mesma eficiência.

Nada de novo, tudo mais ou menos igual. Dignos de nota só próprio Geraldo Alckmin, que exultou as PPPs, e Guilherme Boulos, que lembrou a importância do Estado em desenvolvimento tecnológico.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments