Facebook YouTube Contato

Divagações sobre o três

Amanhã é terça-feira, dia que marca o começo da semana legislativa e, com efeito, a semana política para além da administração. E é curioso como o número três se relaciona com a política.

Aliados chegam a um impasse entre dois favoritos pela disputa de um posto? Emerge o tertius. A própria democracia começa a partir do três. Um é autocracia; dois pode ser impasse; três é o mínimo para uma decisão plural.

Para equilibrar as forças do Estado? Três Poderes. Equilíbrio econômico? O pacote fala em tripé – que não é a única expressão absorvida das matemáticas. No desenho de uma composição política é corriqueiro ouvir falar em triangulação.

E até nas coisas divinas o três ajudou. O cristianismo fala em Pai, Filho e Espírito Santo, a Santíssima Trindade. Assim como o cramunhão se compôs em Tríplice Aliança na Segunda Guerra Mundial, sendo derrotado por um trio aliado – Churchill, Roosevelt e Stálin – que, se não eram santos, no conjunto são bem menos demônios do que os outros três. Graças a eles nos livramos no nazi fascismo, pelo menos por algumas décadas. Vigiai!

E ainda tem o tridente que representa o trabalho, o chapéu de três pontas, a Divina Comédia com versos sempre múltiplos de três e outras grandes obras unidas em trilogias, as três partes do dia, as três refeições e as três etapas de pelo menos duas delas, bem como as três categorias nutricionais que convém observarmos, os três ponteiros do relógio, a inequívoca fronteira do terceiro uísque: um é pouco, dois é bom, três é pouco de novo. No amor, o sexo consensual para além do casal geralmente começa em ménage à trois e dele não passa, com ou sem êxito.

Claro que me esqueço de outros exemplos que estão na vida e não pretendo encerrar o assunto. Faço, conforme o combinado no título, divagações. Mas se cabe um salto mais ousado, ou triplo, politicamente falando deveríamos voltar a dar ao três o prestígio que ele merece.

 
Tags:
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments