Facebook YouTube Contato
Home Articles posted by Léo Coutinho (Page 3)
formats

Meu candidato a deputado federal e por que

Saneamento básico talvez seja o nosso maior problema estrutural. A sociedade pede Saúde e Educação, mas o organismo de uma criança que sofre duas diarreias na primeira infância faz tamanho esforço para sobreviver que compromete para sempre a formação do cérebro. Depois disso não há Sírio Libanês e Harvard que resolvam. Metade dos domicílios do

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Mimados

Bolsonaro é coerente na incoerência e parte da sociedade aplaude. É compreensível. Conheço muita gente que usa acostamento em estrada congestionada, para sobre a faixa de pedestres, estaciona em vaga de deficiente e acha um absurdo as autoridades permitirem um desabrigado dormir nos raros bancos das raras praças ou sob as raras marquises brasileiras. O

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O enterro dos partidos – análise TUEL | Consultoria Política

Tanto falaram, não sem razão, da quantidade exagerada de partidos no Brasil, que passadas as eleições de 2018 boa parte deles será enterrada e outros entrarão em coma assistido. Sobreviverão os velhos bravos e os zumbis. PT: O que restou foi o lulismo, com popularidade em torno de 40% contra 60% de rejeição. A simpatia

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Entre os favoritos, incógnita e certeza na Economia

Fazendo uma projeção sobre a pesquisa mais fresca (FSB/BTG-Pactual 24.09.18), Fernando Haddad estará no segundo turno, provavelmente com Jair Bolsonaro. Note: é uma projeção sobre a tendência, considerando intenções de voto espontâneas e estimuladas, mais o voto consolidado e as rejeições, não o retrato capturado nos últimos dias durante a tomada da pesquisa. No chamado

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

As seis alças do caixão

Caixão geralmente tem seis alças, quantidade que combina com o número de candidatos à Presidência dispostos a levar uma alternativa moderada de Brasil para a cova. Invés da geringonça portuguesa que poderia nos ajudar, um fusquinha que fosse (que aqui entra como homenagem ao Itamar), onde essa meia-dúzia, com jeito, caberia, os infelizes seguem patinando

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Frustração evidente

Políticos são as melhores pessoas numa sociedade. Entendo o desencanto generalizado e até a revolta contra quem escolheu a vida pública, mas isso não muda o fato: se temos maus políticos, somos ainda piores do que eles. Digo isto com enorme pesar, porque a geração atual, notadamente os que disputam a Presidência, está de doer.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Elogio ao SPCiro

O Elio Gaspari usou demofobia para explicar a reação sobre o melhor programa de urgência para a economia apresentado pelos presidenciáveis, o vulgarmente chamado SPCiro. Alvo de piadas ótimas nas redes sociais, a proposta também foi atacada por adversários e alguns economistas. Meu palpite, porém, é que quem for eleito vai se render aos fatos

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Michelouco ataca

Michelouco é o apelido do Temer do Twitter. Está muito divertido. Parece aquele tiozão que, com a idade, mete o louco e fala tudo que acha no almoço de domingo. O ataque mais recente foi contra João Doria. Bem-humorado, Michelouco lembrou de todos os elogios que seu governo recebeu do amigo. Encerrou com fina ironia:

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Passa moleque no general e no Paulo Guedes

Hamilton Mourão levou um presta atenção. De dentro do hospital, um ex-capitão ordenou que interrompesse sua marcha pelo país e voltasse para dentro da caixinha. O general está acostumado. Dessa vez foi Bolsonaro, mas por conta de outras trapalhadas suas orelhas já haviam sido puxadas por Dilma e pelo comandante Villas-Boas. Ninguém mandou dizer que

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

A inutilidade do paiol tucano

Fosse esta eleição uma batalha militar de fato, Geraldo Alckmin teria o arsenal mais poderoso. Em seu paiol há metade do tempo de televisão e centenas de milhões de reais. Ocorre que, sem tropa ou aliados, fogo amigo nas trincheiras, e sequer um alvo definido, todo esse poderio equivale a uma quitanda repleta de chuchus.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments