Facebook YouTube Contato
Home Cultura Archive for category "Artes plásticas"
formats

O espírito paulistano esculpido em pedra

Nos conta o Roberto Pompeu de Toledo que em 1920 três rapazes fogosos passeavam pelo Parque Dom Pedro II, onde era construído o Palácio das Indústrias, hoje museu Catavento. O motivo da visita era inspecionar as maquetes concorrentes do concurso que escolheria um monumento à Independência para o Ipiranga. E pela rádio peão o trio

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Bansky revelado e Harry, o grande

Bansky revelado A história é mais ou menos assim: Chico Buarque driblava a zaga da ditadura militar. Com os censores no pé de todo mundo, e no dele em especial, o jeito era ser um tipo de Pelé no palco. Deu certo. Ele botou várias entre os coturnos. Sabiá, em parceria com o Tom, talvez

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Folhinha

Passo por uma banca de jornal a vejo numa capa, linda, como não poderia ser diferente. Giselle puxando o cordão das musas eternas do calendário Pirelli. Parei e me permiti a um instante de contemplação. Retomando a caminhada o homem se põe a pensar. E me ocorreram teorias sobre o calendário. O doutor Modesto Carvalhosa

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Portugal e a tarefa doce de abraçar seus filhos

No sábado dez de junho o relógio contou 28 horas. Era o Dia de Portugal, Dia de Camões e das Comunidades Portuguesas. Começou no Porto, passou por SP e terminou no Rio. Celebrei no Teatro Municipal de São Paulo a convite de um fidalgo lusitano chamado Tomaz Capitão, meu amigo querido. Errei no traje mas

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Jogos de criança 1 – Detetive

Diante do tabuleiro, minha torcida era pelo Coronel Mostarda com o candelabro, quiçá no salão de jogos. Não me lembro das regras e tampouco se torcia para o Mostarda ser culpado ou inocente. Com exatidão só posso afirmar que gostava do candelabro pela forma e sonoridade da palavra. Talvez a sonoridade do Coronel Mostarda também

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
1 Comment  comments 
formats

Zara

Nossa querida Lulu Librandi fazia anos e preparou um convescote. Lá fui eu. E artistas mil apareceram, como sempre, para festeja-la. Entre tanta gente descolada e cheia de personalidade, da entrada do salão uma figura se destacou. Era ao mesmo tempo fidalga e descontraída. Um colosso de charme capaz de provocar inveja pela maneira que

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Jacarezinho, 92

Fosse aberta a temporada dos desejos, meu primeiro pedido seria escrever como a Ana Elisa Egreja pinta. Sou fã antigo, desde que ela apareceu na Folha com um grupo de artistas iniciantes. Lá se vão dez anos, ou quase. Jacarezinho 92, a exposição mais recente que está em cartaz na galeria Leme, preserva a identidade

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Um dos motivos para os meus fracassos

Levei um pito de uma freguesa desta página que detesta o George W. Bush. Tudo porque anotei aqui elogios a sua atividade de artista plástico. Dureza. Eu também não tenho nenhum apreço pelo Bush ou seu legado político. Mas se ele é bom pintor, o que é que eu posso fazer? Arranjar defeito mesmo gostando?

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

George W Bush fez uma sexta-feira feliz

É sabido por todos o abismo que se abre sob os pés de quem deixa um posto de destaque, importância, poder ou coisa que o valha. Num dia o sujeito mal consegue alcançar uma maçaneta para entrar no banheiro, porque tem alguém de prontidão para faze-lo. No outro, o telefone não toca, convites não chegam.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Memória muralista

Memória muralista Picasso não podia, Matisse estava ocupado, e Nelsinho acabou contratando o  Rivera para  pintar o saguão do Rockfeller Center em Nova York. “O olhar do homem na encruzilhada, concentrado na esperança de um mundo melhor” foi o tema sugerido pelo mecenas. E o artista pintou Lenin de mãos dadas ao proletariado oprimido, em

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments