Facebook YouTube Contato
Home Cultura Archive for category "Música"
formats

Marcos Azambuja Brasileiro de Almeida Jobim ou minha galera para uma Assembleia Geral da ONU

Nosso embaixador Azambuja é o Tom Jobim do Itamaraty. Figura simpática, leve, carioquíssima e marcada pelas lindas gravatas borboleta, muito provavelmente foi amigo do maestro soberano Antonio Brasileiro. Ainda no ano passado ele falava ao Roberto D’Ávila da preocupação em ver o Brasil descambando para o exagero e o escândalo: se há uma subtração, gente

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Rocketman e as estrelas que esquecemos de contar

Da música dos negros do sul dos Estados Unidos nasceu o jazz, que ganhou o mundo, e que tem pelo menos duas crias internacionais: o Rock and roll e a Bossa Nova. Estou com isso na cabeça desde que, espectador tardio, assisti Rocketman no cinema. Especialmente por causa da cena em que, chegando aos Estados

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Alan Turing e o Zepelim

Um dia surgiu, brilhante Entre as nuvens, flutuante Um enorme zepelim Pairou sobre os edifícios Abriu dois mil orifícios Com dois mil canhões assim A cidade apavorada Se quedou paralisada Pronta pra virar geléia Mas… Inventado na Alemanha pelo conde Ferdinand Von Zepelim, o dirigível homônimo estreou com voos comerciais e, chegada a Guerra Mundial,

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Nota sobre entrevista de segunda-dama

Se no Brasil não estamos acostumados a ouvir voz de primeira-dama, da segunda-dama ou vice-primeira-dama não me lembro de jamais ter ouvido. Ruth Cardoso era intelectual com vida própria e discreta. Dona Mariza não falava. Dilma era solteira. Marcela Temer apareceu e, depois do Joesley, sumiu. Assim como Michele Bolsonaro, que falou em libras na

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Orégano no Minhocão

Crônica publicada no projeto Esquina Encontros Sobre Cidades do Estadão Bruno Covas usa uma imagem divertida para dizer como as ciclovias municipais entraram em São Paulo: espalhadas como orégano em pizza. No caso, trata-se de uma crítica-chiste para provocar Fernando Haddad. Mas pode muito bem ser recebida como elogio: basta gostar da combinação orégano, queijo,

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Chico e gin

“E a gente vai levando de teimoso, de pirraça / E a gente vai tomando, que também, sem a cachaça / Ninguém segura esse rojão.” Nada obstante os maltratados fígados contemporâneos, aqui e alhures, tecnicamente é impossível não reconhecer em Chico um clássico, que igual a todo clássico, tem vapores de profeta. Aos 42 anos,

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O especial do Rei 2018

“Nem tão depressa que pareça fuga, nem tão devagar que pareça provocação”, teria dito o Pinheiro Machado ao cocheiro, com receio da turba incandescida, porém zeloso de seu papel político/social. Muito além de uma carroça, a TV Globo é um transatlântico e da mesma maneira tem que se mover: velocidade de cruzeiro – nem muita

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

A moda no Rio é ir a praia à noite

Minha expectativa na adolescência era de viver muito “na noite”. Desde os verdes anos fui um tipo noturno. Dormia tarde e acordava cedo, relativamente falando. Apresentado ao entendimento vulgar de “noite”, isto é, “noitada”, “balada”, “nite”, gostei e aderi por um bom período. Curiosamente até o adjetivo boêmio foi associado a notívago – o que

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Ministério da Família

Vão dizer que eu sou implicante com o Bolso. Paciência. Ocorre que, até quando eu gostaria de elogiar, o presidente eleito acaba me decepcionando. Ainda ontem especulava-se sobre quem estaria à frente do ministério da Família. Fiquei de olho na equipe de transição para quiçá conseguir um furo sobre as diretrizes da nova pasta. Acionei

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Verba volant multimídia

O gesticular de Michel Temer não me engana. Tenho certeza que, lá no fundo, queria ser maestro. E de algum jeito foi, com êxito inclusive. Como deputado, fazia como poucos o papel de traduzir para o Executivo as demandas do Legislativo, e voltar com as ofertas. Seu problema foi o momento de se voltar para

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments