Facebook YouTube Contato
Home Archive for category "Passeio público"
formats

A praga do amarelinho no laranjal mineiro

Na eleição de 1998 para o governo de São Paulo a “praga do amarelinho”, que dizimava laranjais, foi tema central. Vinte anos passados, chegou a Minas Gerais, metaforicamente falando. Focado em plantar bancadas legislativas, o partido Novo, conhecido pela cor laranja,  registrou candidaturas a cargos do Executivo por estratégia ou mera formalidade. Nota-se que funcionou.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Prosa no parque

Arranjei um casaco amarelo ‘cheguei’ para correr. Não esquenta, mas barra vento e água. Hoje, com a abençoada frente fria, vesti e fui ao parque. Encontro um amigo criminalista, que ironiza a cor. Tento me explicar: – Talvez evite atropelamento. E ele: – Culposo, sem dúvida.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O senhor da razão

Churchill dizia que a idade torna as pessoas conservadoras. Esta notícia do @Meio confirma: “Uma boa notícia para os fãs de whisky. E de Metallica. A banda está lançando sua própria bebida, o Blackened.” Com tanta startup de maconha para investir, é simbólico que os velhinhos tenham optado pelo douradinho amigo e fiel.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Saúde antes do hospital

Em qualquer pesquisa sobre a expectativa popular ante os governos que vierem a ser eleitos, dá Saúde na cabeça, além da margem de erro, no plano nacional ou em qualquer estado aferido. O problema disso é que, em que pese nossa carência médica, seja clínica e ou hospitalar, o clamor não deve ser entendido assim

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Ruim da cabeça e doente do pé

Artrite, artrose, gota, joanete, esporão do calcâneo, unha encravada, reumatismo. O que não falta é impedimento particular para um passeiote pelo bairro e resolver o que for possível sem precisar do carro. Supermercado, farmácia, padaria, chaveiro, banco, botequim, eventualmente papelaria, floricultura, costureira e, diariamente, o cagote do cachorrinho. Fico sinceramente comovido com os tantos velhinhos

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Bela Vista, SP

Sessão flor de laranjeira hoje cedo. Cartório da Bela Vista cheio de noivos. Elas todas de vestido, no capricho, madrinhas inclusive. Já os noivos… um de camiseta e, entre os padrinhos, maioria em bermudas e um de roupa de ginástica, para não perder a viagem. No bar em frente, grupos de meninas tomavam as penúltimas

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

No jogo entre o público e o financeiro, eu torço para a cidade

Crônica publicada no projeto Esquina Encontros Sobre Cidades do Estadão Contexto: Estamos todos preocupados com o que será das lojas de rua ante o crescimento do comércio on-line. Em 2017, nos Estados Unidos, quase sete mil lojas foram fechadas, superando as pouco mais de seis mil que baixaram as portas em 2008, com uma diferença

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Copa e cozinha

Nosso querido Ruy Castro foi informado pelo amigo Carlos Maranhão de que o estrogonofe russo vem em tiras, não em cubos, sem ketchup ou creme de leite e desacompanhado de batata palha ou do onipresente arroz branco, e assim decepciona a torcida brasileira que se faz presente no mundial da Fifa. Então meteu na Folha

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Notas sobre a Copa

Primo Philippe está com tudo. Marcou o primeiro e o segundo da seleção na Rússia. Como diria meu pai, dois Coutinho é biscoutinho. Família sacudida. É Maju na previsão do tempo, Laerte no cartum… No surfe somos um clã: Luana, Lapo, Elsior Lapo, Ordilei. Acordei cedo e espremi dois quilos de laranja da Bahia, aquela

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Em tempos de Lava-Jato, voltamos a lavar carros e calçadas

Ninguém sabia que era de caqui aquele pé no meu caminho da roça. Por décadas foi só mais uma árvore na calçada, querida como toda árvore na calçada, porém não sabida. Era como aquele amigo pagão e infalível da calçada do botequim. Haja o que houver, lá estará ele, no fim da tarde, com uma

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments