Facebook YouTube Contato
Home Passeio público Archive for category "Boemia"
formats

Dois bares históricos aniversariando

Dois bares históricos de São Paulo celebram aniversário em data redonda. Como no militarismo em voga antiguidade é posto, começo pelo mais velho, o Paribar, que soma setenta anos, mesma idade da revolução comunista da China. É sem dúvida um dos lugares mais simpáticos da cidade, com a linda varanda sob o toldo alviverde e

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Marcos Azambuja Brasileiro de Almeida Jobim ou minha galera para uma Assembleia Geral da ONU

Nosso embaixador Azambuja é o Tom Jobim do Itamaraty. Figura simpática, leve, carioquíssima e marcada pelas lindas gravatas borboleta, muito provavelmente foi amigo do maestro soberano Antonio Brasileiro. Ainda no ano passado ele falava ao Roberto D’Ávila da preocupação em ver o Brasil descambando para o exagero e o escândalo: se há uma subtração, gente

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Mais Mulata

Bate o telefone na nossa casa de Juquehy. É o Edgard Queiroz Ferreira, em tom irritado, que não é comum. Perguntava se eu conhecia o Flávio Mulata. Entre me entregar perguntando por que e mentir, fiz a segunda opção: Só de chapéu, tio Edgard. Dois dias depois ele aparece em casa. No segundo gole, incisivo,

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Ô loco!

Era uma noite de verão dos meus quinze anos. Na véspera eu capotara o carro da minha mãe descendo o morro do Cambury no sentido da Baleia. E para voltar do Flamingo, bar que a turma usava naquele então, arranjei carona com minha amiga Marina Coelho. Quando entro no carro, percebo dois jovens senhores como

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Nota sobre entrevista de segunda-dama

Se no Brasil não estamos acostumados a ouvir voz de primeira-dama, da segunda-dama ou vice-primeira-dama não me lembro de jamais ter ouvido. Ruth Cardoso era intelectual com vida própria e discreta. Dona Mariza não falava. Dilma era solteira. Marcela Temer apareceu e, depois do Joesley, sumiu. Assim como Michele Bolsonaro, que falou em libras na

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

A moda no Rio é ir a praia à noite

Minha expectativa na adolescência era de viver muito “na noite”. Desde os verdes anos fui um tipo noturno. Dormia tarde e acordava cedo, relativamente falando. Apresentado ao entendimento vulgar de “noite”, isto é, “noitada”, “balada”, “nite”, gostei e aderi por um bom período. Curiosamente até o adjetivo boêmio foi associado a notívago – o que

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Ministério da Família

Vão dizer que eu sou implicante com o Bolso. Paciência. Ocorre que, até quando eu gostaria de elogiar, o presidente eleito acaba me decepcionando. Ainda ontem especulava-se sobre quem estaria à frente do ministério da Família. Fiquei de olho na equipe de transição para quiçá conseguir um furo sobre as diretrizes da nova pasta. Acionei

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O senhor da razão

Churchill dizia que a idade torna as pessoas conservadoras. Esta notícia do @Meio confirma: “Uma boa notícia para os fãs de whisky. E de Metallica. A banda está lançando sua própria bebida, o Blackened.” Com tanta startup de maconha para investir, é simbólico que os velhinhos tenham optado pelo douradinho amigo e fiel.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Copa e cozinha

Nosso querido Ruy Castro foi informado pelo amigo Carlos Maranhão de que o estrogonofe russo vem em tiras, não em cubos, sem ketchup ou creme de leite e desacompanhado de batata palha ou do onipresente arroz branco, e assim decepciona a torcida brasileira que se faz presente no mundial da Fifa. Então meteu na Folha

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Pode celebrar: O conservadorismo é menor do que parece

Nelson Rodrigues se dizia reacionário e a turma acreditava. Ao mesmo tempo provocava a sociedade com sua dramaturgia e literatura diária. Escandalizava a gauche e a droite. Apanhava a torto e a direito. No próximo carnaval vamos celebrar o centenário do desfile que marcou sua infância. Aos seis anos de idade, em 1919, Nelson viu

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments