Facebook YouTube Contato
Home Archive for category "O pio do araçari"
formats

Seremos ricos como nunca antes

O presente é amargurante, desesperador. O futuro imediato será tétrico, deprimente. Mas a tempestade há de passar, a primavera vai chegar, e o mundo que restará para ser vivido pode ser combinado. As notícias que temos para já apontam um porvir longínquo e alvissareiro. Posso estar otimista demais. Mas igual ao ficar em casa se

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Fica em casa

Curioso como ainda tem maluco defendendo o maluco maior, aquele do Planalto. Parte dos malucos são uns velhinhos reacionários que afirmam ter saudades da ditadura militar. Obviamente a afirmação só vale com trocadilho: as saudades são do tempo em que conseguiam ereção e os joelhos não doíam. Não tem relação com o regime. De qualquer

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Tarado, psicopata, facínora – país nenhum aguenta isso

A novidade no pronunciamento de ontem de Jair Bolsonaro é o meio. O ódio escancarado, misturado a cinismo e deboche são uma constante em sua trajetória, assim como sinais trocados que alimentam e confundem apoiadores cegos que mimetizam o discurso tornando impossível qualquer debate consequente. Disseminação de fakenews e guinadas irresponsáveis a la Jânio Quadros,

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Seu destino é o bar

Tenho pensado no Washington Olivetto depois do sequestro. Já em casa, depois de um trauma violentíssimo que absolutamente ninguém deveria sentir na pele, ele tem dois pedidos: coxinha do Frangó e cheeseburger da Forneria. Pediu para comer em casa, porque provavelmente também sentia saudades dos seus, da sua gente, das suas coisas, do seu canto.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Mate as saudades de você

Há quanto tempo você não sente saudades, freguesa? Não saudades de alguém querido, um momento, comida, um lugar. Saudades de você. De quem você é. Ou de quem quis ser antes de sucumbir aos padrões inventados sabe-se lá por quem. Na tranca, me desespero com o futuro imediato no Brasil. Receio que será tétrico, pior

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Nossas fuças mascaradas

A voga na minha bolha é o elogio aos paroquianos que mantém o numerário dos empregados domésticos e demais prestadores de serviço sem a prestação do serviço. E o auge da popularidade vai para o crente que, repleto de cutículas, afirma pagar a manicure e estar caprichando na gorjeta do rappi. Na conjuntura atual o

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Na tranca e no tranco

O coronavírus mata. Aparentemente isso vai ficando claro inclusive para os negacionistas de tudo. Vide o homem que fala do gabinete mais poderoso do mundo, Donald Trump, que num espirro correu do “não estou preocupado, relaxem, vai passar”, à admissão da “pandemia que pode durar meses” e adoção da renda básica universal para todos os

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

RBU: Renda Básica de Urgência

No começo de 2017 meu amigo Tomas Biagi Carvalho, que edita a revista Amarello, enviou mensagem com o tema de orientação para a próxima edição: perspectiva. Sem nenhuma, seja pela depressão que me acometia, ou por racionalizar a impossibilidade do mundo continuar sob o modelo vigente, fui procurar um norte – taí um lado bom

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Pavor e papel higiênico

Não é só o papel higiênico. Os adjetivos também estão acabando. Como tratar o estado de coisas a que chegamos no Brasil? O que aconteceu ontem em São Paulo é um absurdo. O senador major Olímpio, policial que fez carreira política ao estilo Bolsonaro, por pouco não saiu no tapa com o governador João Doria.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

#União

Antes das sete da manhã o dia já prometia, com a revelação de Paulo Guedes sobre a projeção do Banco Central para o impacto do coronavírus no Brasil. Sem qualquer responsabilidade ou exatidão sobre os números, o ministro disse que “na Itália a previsão era de 60% de contágio e aqui, 80%.” O governo sabia

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments