Facebook YouTube Contato
Home Archive for category "O pio do araçari" (Page 2)
formats

“Gente de bem”

Ontem, na aula de filosofia, aprendemos a fronteira que Aristóteles traçou entre o “homem de bem” e o cidadão. O primeiro era definido por duas virtudes: confiabilidade e resiliência. O segundo, além destas, tinha que ser prudente e saber mandar e obedecer – se na democracia o cidadão faz as leis, é natural que as

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Foro privilegiado

O Supremo vai e vem com os limites do foro privilegiado. E o que não falta é gente em volta adorando a fogueira da inquisição. Entendo que o nível de cansaço. Sei que o fogo inebria sobretudo no auge da fadiga. É tão humano. Mas se a gente não quiser piorar tudo, precisamos entender isso

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Quando o apito / da fábrica de tecido…

O dono da fábrica de tecido tocou o apito. Benjamin Steinbruch, do grupo têxtil Vicunha, principal acionista da CSN e presidente do Jockey Clube de São Paulo, se filiou ao PP e pode ser o vice de Ciro Gomes na corrida para a Presidência em 2018. O paralelo com José de Alencar na chapa que

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O México ensina ou a fogueira vai te pegar

Favoritíssimo na corrida presidencial mexicana, o candidato Lopez Obrador, com 48% das intenções de voto num país onde não há segundo turno, está em pé de guerra com os empresários. Literalmente diz o seguinte: “Eles não querem deixar de roubar”, “acham que são donos do México”. Aos principais bilionários, reservou esta lisonja: “traficantes de influência

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Dois mil anos de atraso

O Estadão de domingo trouxe as demandas do agronegócio para segurança e as ofertas prometidas pelos pré-candidatos. No silo das bravatas cabe até a tentativa de banalização do terrorismo – algo infelizmente previsível, e a grande novidade percebida parece ser a pólvora com seus dois mil anos. Espantoso mesmo é que a palavra tecnologia só

 
Tags: ,
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Dani Furacão balança a Casa Branca

Hilda Furacão é uma das cortesãs mais conhecidas na história do Brasil. Igual a toda cortesã, era frequentada por gente poderosa. Mas até onde se sabe, o mais perto que chegou da Presidência da República foi em duas coincidências: era contemporânea e conterrânea de JK. Faz sentido. No Brasil não temos furacões. Ou pelo menos

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Imposto de Renda 2018

O banco Itaú registrou prejuízo de R$ 19 bilhões. Se você achou estranho, freguesa, tem toda razão. Ceticismo no Brasil é vital. Na verdade a conta é minha. O anunciado pelo Itaú é lucro, é claro, de R$ 6,42 bilhões só nos últimos três meses. Eu é que, impertinente, descontei os R$ 25 bilhões que

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

1º de Maio

A reforma Trabalhista, tão celebrada pela turma que preferiu “manter isso aí” em nome do progresso, viu seu primeiro 1º de Maio chegar com prédio da Caixa Econômica Federal derretendo em pleno centro de São Paulo, dezenas de famílias exploradas por todos os lados desabrigadas e pelo menos um morto. Entre os sobreviventes contam quatorze

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Foro privilegiado

Hoje o STF retoma a discussão do Foro. Dia complicado pro Henrique Meirelles, que quando foi presidente do BC do Lula exigiu status de ministro para gozar do privilégio. Joaquim Barbosa votou a favor.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Ninguém está seguro

O largo do Paiçandu, no centro de São Paulo, cenário do incêndio e do desabamento do prédio na manhã deste Primeiro de Maio, pode ser considerado a segunda periferia da história da cidade. A primeira foi a Praça Antonio Prado, ainda no período colonial. Era o endereço da igreja dos pretos, “longe” da Sé, marginal

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
1 Comment  comments