Facebook YouTube Contato
Home Posts tagged "Estadão"
formats

Turma de 2018

Incrível Eliane Cantanhede cravou no Estadão que a candidatura de Luciano Huck a presidente da República é pra valer. Garante que o apresentador estará nas fileiras do PPS até o dia 15 de dezembro, respeitando o prazo estipulado pela TV Globo. Se engana quem acredita que a candidatura empolga as organizações Globo. Um amigo bem-informado

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O futuro da cidade e dos edifícios para os maiores de 60 anos

Na arquitetura, mais espaço para as áreas de circulação, escadarias com degraus amenos ou rampas, janelas amplas para melhor ventilação e luminosidade, piso antiderrapante, atenção à ergonomia desde as tomadas e interruptores, passando pelo banheiro e chegando à cozinha. No urbanismo, diminuição da necessidade do carro com acesso fácil ao transporte coletivo, prioridade ao pedestre,

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Nobel de Economia

Richard Thaler, que ganhou o Nobel de Economia ao introduzir psicologia à matéria, poderia render homenagens aos criadores do Plano Real. A inflação no Brasil foi derrotada num processo emocional, ao deixar os preços correndo em cruzeiros, enquanto a URV se encarregava de reintroduzir a noção de valor real na sociedade. Carta publicada no Estadão

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O Brasil entre o urubu e a inanição: cui bono?

Ensaio há algum tempo escrever o que segue. E evitava, porque sei que vai doer. Paciência. Ou por outra: melhor assim. Igual o clichê do massagista, “sem dor não tem resultado”. Dividi em quatro notas para aliviar. Cui bono? A expressão latina se tornou mais conhecida numa das operações recentes da Polícia Federal. Significa “a

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Fernandona, a redentora

Fernanda Montenegro, em entrevista ao Estadão, chamou a ditadura militar de “Redentora”. Ninguém se atreveu a um pio. Ary Oswaldo Mattos Filho, falando ao professor Humberto Dantas para o canal Um Brasil, tratou Dilma Rousseff por “presidenta”. De novo, silêncio nas galerias. Ótimos sinais. Ninguém pode imaginar que a nossa diva maior seja simpática ao

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Preparar para decolar

O Presidento denunciado acaba de ser absolvido pela Câmara dos deputados. Alcançou com facilidade a sugestiva marca de 171 votos, o suficiente para se livrar de um processo no Supremo Tribunal Federal. Previsível, mas ainda assim vexatório. Como podemos acreditar numa recuperação econômica e social mantendo a instituição mais alta da República ocupada por um

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Eu te disse, eu te disse

É no mínimo desagradável aquele personagem de desenho animado que fica repetindo “eu te disse, eu te disse”. Meu avô Coutinho, que era médico, não gostava da palavra chato, por se tratar de “termo vulgar para um para um piolho que dá nas vergonhas”. Porém tem dia que ser chato é irresistível. Que vovô Chico

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Gilmar Mendes e o fundo sem-fundo

Matéria do Pedro Venceslau e do Daniel Bramatti para o Estadão trouxe no domingo 12/3 dados sobre a prestação de contas dos partidos à Justiça Eleitoral. Jatinho, caipirinha, churrasquinho, contas domiciliares de dirigentes se destacam. São R$ 3,57 bilhões espalhados por 560 mil páginas, reunindo receitas e despesas ocorridas entre 2011 e 2016, e devem

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Geração Carpe Diem?

No finado Orkut, ou antes, pelos spams via e-mail, rodou bastante uma frase atribuída a um sábio. Ora um velho chinês, ora Jesus Cristo e até o próprio Pai. Acho que nem a Clarice Lispector escapou. Variava muito a autoria, que não importa. Era o pensamento inconformado ante a realidade contemporânea: gastamos a saúde para

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
1 Comment  comments 
formats

Abrir uma escola é fechar uma prisão

Circulou muito pela internet um conceito interessante, atribuído ora a Deus, ora ao Dalai Lama, e possivelmente a outros sábios, dizendo que a humanidade seria incompreensível no seu moto viciado de gastar a saúde para juntar dinheiro e então gastar o dinheiro para buscar a saúde perdida. Ele fala da saúde física, mas a saúde

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments