Facebook YouTube Contato
Home Posts tagged "Netflix"
formats

O marqueteiro da rainha

Existe spoiler para a História? A rigor, não. Quem assistiu JFK e comentou com os coleguinhas que o presidente americano é assassinado, não pôde ser acusado de estragar a surpresa. Por outro lado, raras passagens históricas são tão conhecidas quanto o atentado em Dallas. Da que segue, pelo menos, eu nunca tinha ouvido falar. E

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Negroni, Netflix. dois Tarantino e o Brasil

Dos gêneros que pareciam ter caído na monotonia, faroeste e nazismo talvez se destaquem. Vá lá, nazismo é um tema, não um gênero. Mas tanto quanto o faroeste, foi praticamente esgotado, do drama à comédia, passando pelos documentários. Igual diria o professor Caldana sobre as cadeiras, caberia uma moratória entre os criadores. O George Gondor

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Notas soltas: Somalia, Suburra e Pancetti

#DoNotPrayForSomália O que impressiona mais sobre a Somália? As centenas de mortes ou o nosso silêncio? Ou a vulnerabilidade da desigualdade escancarada até nos números de óbitos de um atentado terrorista? Releve a indelicadeza, freguesa, mas rezar pelos somalis – pelo Vale do Jequitinhonha ou por Cidade Tiradentes – só ajuda a quem transfere o

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
1 Comment  comments 
formats

Grandes feitos do Presidento

Em missão diplomática à então União Soviética, o então ministro Pratini de Moraes, por extenso Marcus Vinicius Pratini de Moraes, foi recebido com festa e Garota de Ipanema cantada em russo no Domodedovo. Num mal entendido óbvio, os boêmios moscovitas acreditaram que vinha lá o poeta e diplomata Marcus Vinicius da Cruz de Mello Moraes.

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Narcos

Igual a outras séries do Netflix, e da televisão de modo geral, Narcos vicia. Há outra parecida no NetNow chamada Pablo Escobar O Senhor do Tráfico, de produção colombiana, com setenta capítulos para usar sem moderação, mas é dublada, arrastada, e o melado aumenta nos momentos mais apaixonados, remetendo à dona Florinda encontrando o professor

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Arte, política e o genocídio armênio

Ganha uma assinatura vitalícia do Netflix quem conseguir encontrar um catálogo de filmes que não esteja repleto de obras sobre o Holocausto. O prêmio pode ser trocado por uma Apple TV na caixa ou um cartão ilimitado da 2001. Por ser impossível, jamais surgirá um ganhador individual. O prêmio é da humanidade, que através de

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

House of Cards e Felizes para Sempre?

House of Cards e Felizes para Sempre? foram as donas das minhas noites desde sexta-feira. E das madrugadas também. Ontem expiraram. Estou contente, mas a crise de abstinência se anuncia. Fico aflito só em pensar que a próxima temporada americana ainda demora um ano, e que para brasileira sequer há previsão. Não invejo quem ainda

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Lilyhammer

Igual a tudo na vida, depois do rancão o Netflix perde um pouco da graça. Aqueles 17,90 por um mês inteiro de filmes, documentários e séries sem sair de casa deixam de parecer uma barbada e, em que pese o cinema em São Paulo ser um dos mais raros e caros do mundo, não há

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Três tons de azul

Demorei como nunca para ir ao cinema ver os filmes em azul, Blue Jasmine e Azul é a cor mais quente. Culpa do Netflix, que reúne o vício e a virtude de fazer o homem  ficar em casa assistindo aos filmes que desejar. Quando reclamam que tem pouca novidade acho estranho. Primeiro porque o bom

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments