Facebook YouTube Contato
Home Posts tagged "STF"
formats

Carminha e o marido da piada infame

A improvável freguesia desta página por favor perdoe a insistência em trazer o Vinícius de Moraes. Mas não encontro citação melhor para definir o placar de 11 de outubro do Supremo, quando Carminha decidiu não decidir. O Poetinha dizia que para viver um grande amor é preciso ser “doce conciliador, sem covardia”. Não foi o

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 
formats

Notas soltas

Nos termos da Lei Uma lei recente mudou o Código Penal. Desde então, para configurar organização criminosa, no mínimo três devem estar combinados. Antes eram quatro ou mais. Daí o termo formação de quadrilha. Por isso a denúncia da PGR contra Michel Temer, Eliseu Padilha e Moreira Franco é sobre organização criminosa (e obstrução de

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O ostensivo cheiro da operação abafa

O Presidento falou ao Estadão. E o seu indicado para o BNDES falou ao Globo. Junto os dois porque vejo relação entre as falas. Em entrevista exclusiva ao Estadão o Presidento afirmou sobre as mudanças na PGR, PF e STF, que elas “darão rumo correto à Lava Jato”. Vindo dele, Temer, carne e unha com

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Sobre pesos e medidas ou chame ladrão, chame ladrão!

“Fino na forma, grosso no conteúdo.” Definindo assim o livro erótico do então colega Eros Grau, vulgo Cupido, o ministro Marco Aurélio Mello fez ruborizar os seios da face da então colega Ellen Gracie. Em pleno STF. Marco Aurélio é assim, irônico, e eu sei que não devia, mas gosto. Daí que não dá para

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Notas Soltas – Em frente! Mas cuidado com o désireux

Em frente! Mas cuidado com o désireux   A gente precisa dar uma ajustada no entusiasmo em relação ao Macron. Para menos. Excesso de expectativa não ajuda. O nego é um fenômeno, ninguém duvida. O Republica em Marcha! tomou 308 das 577 cadeiras da Assembleia Nacional, sendo que o governo só precisa de 289 para

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

De Borja a Andrade ou obrigado, João Batista

Nos estertores do governo Collor uma figura se destacou e merece lembrança: Célio Borja. Ele aceitou o convite para ser ministro da Justiça com uma missão muito clara: fazer a reforma política. Mais exatamente, a transição para o Parlamentarismo. Na Constituição de 88 a gente combinou que dali a cinco anos haveria o plebiscito. E

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Barboooosa

Joaquim Barbosa botou as manguinhas de fora. Lembrou que a toga não lhe prende há três anos, que é um cidadão pleno, observador atento da vida brasileira, inclusive às pesquisas de intenção de voto, e que vem refletindo sobre a possibilidade de ser candidato a presidente da República, já tendo conversado com duas legendas. Até

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
3 Comments  comments 
formats

Botafogo no Brasil

Sem nenhum constrangimento, admito que gostaria de ter eleições diretas já. Mais ainda eu ficaria feliz se pudesse mudar o sistema para o parlamentarismo, eleger meus representantes pelo voto distrital e cobrar deles, na padaria, a mudança de um governo ruim como o atual. Além disso, a única coisa que me contenta é que nem

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Notas soltas para abrir junho

Gilbert Baker, 66 O doodle de hoje homenageia o Gilbert Baker, criador da bandeira LGBT, que completaria 66 anos. Eu soube graças ao protesto de um amigo, que sabe-se lá por que, não gosta de ver o arco-íris como símbolo da diversidade. Me lembrei de uma música linda do Tom e do Chico, Imagina, que

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O financiamento privado de campanha é uma droga

Em entrevista ao Canal Livre, da TV Bandeirantes, o senador José Serra foi explícito sobre o financiamento privado de campanhas eleitorais: “Ruim com ele, pior sem ele”. E emendou: há mais ou menos vinte anos, quando era proibido, a esculhambação era muito maior. O grosso da verba vinha do caixa-dois das mesmas fontes, mas era

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments