Facebook YouTube Contato
Home Posts tagged "TSE"
formats

Boi manso é que derruba porteira ou ACM profeta

“Boi manso é que derruba porteira”, comenta minha Neguinha, de olho no julgamento do TSE. O ministro Herman Benjamin já ganhou a batalha. E Michel Temer já perdeu. Tanto faz o resultado. Confesso que a aparência me enganou. Ao tomar conhecimento da figura do juiz, lembrei daquele outro que rosetou pela Guanabara com o Porsche do

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

TSE e a chapa Presidentx

Podem sete pessoas cassar uma chapa eleita por quarenta e tantos milhões de pessoas? Não, não podem. Sejam sete, setecentas ou cento de setenta milhões. Não podem. A não ser que essas sete pessoas sejam representantes de uma instituição. Aí pode. É o que foi combinado. Está no livrinho. Mas atenção: não são sete pessoas,

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Botafogo no Brasil

Sem nenhum constrangimento, admito que gostaria de ter eleições diretas já. Mais ainda eu ficaria feliz se pudesse mudar o sistema para o parlamentarismo, eleger meus representantes pelo voto distrital e cobrar deles, na padaria, a mudança de um governo ruim como o atual. Além disso, a única coisa que me contenta é que nem

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Notas soltas para abrir junho

Gilbert Baker, 66 O doodle de hoje homenageia o Gilbert Baker, criador da bandeira LGBT, que completaria 66 anos. Eu soube graças ao protesto de um amigo, que sabe-se lá por que, não gosta de ver o arco-íris como símbolo da diversidade. Me lembrei de uma música linda do Tom e do Chico, Imagina, que

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

O plano B para a chapa Presidenta-Presidento

Quando a aprovação do governo da Presidenta alcançou um dígito, ficou claro que não dava mais e a chamada base aliada, aquela que no presidencialismo de coalisão não sustenta o governo, mas é sustentada por ele, aderiu ao plano C, isto é, o impeachment. O plano A era a Presidenta ela renunciar. Mais rápido, menos

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Gilmar Mendes e o fundo sem-fundo

Matéria do Pedro Venceslau e do Daniel Bramatti para o Estadão trouxe no domingo 12/3 dados sobre a prestação de contas dos partidos à Justiça Eleitoral. Jatinho, caipirinha, churrasquinho, contas domiciliares de dirigentes se destacam. São R$ 3,57 bilhões espalhados por 560 mil páginas, reunindo receitas e despesas ocorridas entre 2011 e 2016, e devem

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

A Aime da Dilma e a do Getúlio

Em 14 de janeiro – que parece que foi ontem ou há dez anos –, anotei aqui as piores coincidências entre a Dilma e o Getúlio. Entre tantas (confira aqui), acreditei que só faltava um brigadeiro, que naquele momento já integrava o pelotão histórico. Agora, em outubro, com agosto felizmente num passado seguro, chegaram mais

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

As contas do diabo ou a encruzilhada de Dilma

Em março de 2014, às vésperas da campanha presidencial, a pré-candidata à reeleição Dilma Rousseff confessou: “Podemos fazer o diabo quando é hora de eleição, mas quando se está no exercício do mandato, temos de nos respeitar, pois fomos eleitos pelo voto direto”. Rara declaração compreensível da presidenta, a confissão se confirmou. Ela fez o

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
1 Comment  comments 
formats

Não está fácil

É natural que estejamos todos nos perguntando como seria um governo Michel Temer. Tratamos a vida pública igual à privada. Digo, na gôndola do supermercado, diante da promoção “compre um e leve dois”, tendemos a acreditar numa tremenda vantagem. Por uma ou outra razão não percebemos que se trata de um pacote. Em eleição é

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments 
formats

Pracinha dos três poderes

A Praça dos Três Poderes se transformou na pracinha onde a molecada joga bola sem definir as regras e os objetivos. Não sequer a pelada tradicional, onde se pretende fazer gols, mas um jogo de bobinho: sente-se vitorioso aquele que chuta a bola, se possível fazendo algumas evoluções para delírio da torcida. O resultado é

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
Comentários desativados  comments